marcas
  • Home
  • Notícias
  • Brasil
  • Com bens bloqueados, Belo diz que não tem condições de pagar dívida com Denílson
Brasil

Com bens bloqueados, Belo diz que não tem condições de pagar dívida com Denílson

Valor de R$ 5 milhões é cobrado no contexto de uma ação judicial que corre há quase 20 anos, quando ex-jogador comprou os direitos do grupo Soweto

O cantor Belo afirmou que não tem condições de pagar a dívida de aproximadamente R$ 5 milhões com o comentarista Denílson, da Band. O valor determinado pela Justiça é referente a uma ação judicial que corre há quase 20 anos. No passado, o ex-jogador de futebol comprou os direitos do Soweto e acusou o então vocalista de ter deixado o grupo sem pagar uma indenização. Os bens do cantor estão bloqueados.

“Ele [Denílson] tem o direito de acionar a Justiça, mas a pergunta que eu faço é: por que só eu tenho que pagar? Nós éramos seis componentes, e a cobrança pelo fim do grupo só vai sobrar para mim? Se dividir para os seis, eu pago”, reclamou o cantor, em declaração ao site Notícias da TV.

Como o processo corre em segredo de Justiça, Belo evita dar entrevistas sobre o assunto, mas pretende continuar lutando pelos seus direitos. Apesar da vitória do comentarista em todas as instâncias e da ação transitada em julgado, o cantor vai recorrer.

“Meus advogados vão tentar resolver da melhor maneira possível dentro da lei. Não tenho que procurar um acordo. Preciso lutar por justiça. Agora, se tirarem o meu cachê e os meus ganhos, como eu vou pagar? Não tem nem o que falar”, desabafa.

Nos últimos dias, Belo foi informado que a Justiça aceitou o pedido da defesa de Denílson para que seus direitos autorais sejam penhorados para o pagamento da dívida. Por isso, pediu agora informações sobre o recolhimento de direitos vindos de plataformas de músicas.

A reportagem do Notícias da TV procurou o advogado de Denílson, Marco Roberto Barreto, e foi informada que ele está de férias. Já a assessoria do comentarista da Band não retornou o contato.

LEIA TAMBÉM

Petrobras reduz preços do diesel e da gasolina nas refinarias

Raniel

Justiça nega pedido e Eduardo Cunha não pode ir ao casamento da filha

Redação

Mesmo após críticas, Kannário mantém voto a favor da reforma da Previdência

Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO