marcas
  • Home
  • Destaque
  • Em forma, CR7 e Ibrahimovic ignoram rótulo de veteranos e impressionam com números
Destaque Esportes

Em forma, CR7 e Ibrahimovic ignoram rótulo de veteranos e impressionam com números

Em forma, CR7 e Ibrahimovic ignoram rótulo de veteranos e impressionam com números

Atacantes de Juventus e Milan disputam a artilharia do Campeonato Italiano e obsessão pelo condicionamento físico faz craques terem longevidade nas carreiras

Cristiano Ronaldo e Ibrahimovic seguem impressionando o planeta com seus gols, técnica, habilidade e precisão há aproximadamente duas décadas. Mas o cuidado dos craques com o corpo nunca foi segredo para ninguém. E tanto esforço resultou em uma condição física impecável para chegar a essa altura da vida e da carreira jogando no mais alto nível. Disputam a artilharia do Campeonato Italiano nesta temporada. Neste domingo, o Esporte Espetacular mostrou como os craques de Juventus e Milan, com 36 e 39 anos, respectivamente, parecem não sentir o peso da idade e mantêm números impressionantes, ignorando temporada após temporada o rótulo de “veteranos” – às vezes, cruel no futebol (assista acima).

– A realidade é que esses valores mudaram. Antigamente, década de 80 e 90, a gente tinha os atletas perto dos 30 anos já encerrando carreira e sendo considerados já jogadores veteranos e em final de carreira. Hoje, com a evolução dos processos dos treinamentos e recuperação, esses atletas estão conseguindo estender suas carreiras e já vemos jogadores com mais de 40 anos atuando em suas equipes profissionais com bom desempenho atlético – disse Marcos Seixas, preparador físico do Fluminense.

Nesta temporada, os números de CR7 e Ibrahimovic seguem em constante atualização. Quem acompanha o Campeonato Italiano está impressionado com a longevidade e o desempenho dos dois atacantes. Algo construído com obsessão, anos dedicados a rotineiros treinos físicos e específicos. Cada passo, cada exercício, cada respiração. Situação parecida viveu o meio-campo Zé Roberto, referência pelo condicionamento físico e que encerrou a carreira aos 43 anos, ainda conquistando o título do Campeonato Brasileiro de 2016, com a camisa do Palmeiras.

– Começaram a me chamar de veterano a partir dos 32 anos de idade, mas eu estava na minha melhor performance física. Eu acho que eu teria encerrado a minha carreira com 35, 36 anos. Eu acho que seria mais ou menos com essa idade. Mas como eu me preparei lá atrás e quando cheguei nessa idade eu ainda percebi e vi que estava batendo metas, tendo resultado, eu só dei continuidade, né?! – contou o ex-jogador brasileiro Zé Roberto.

LEIA TAMBÉM

Pesquisa de cientista baiano pode ajudar plantas a sobreviverem na seca

Redação

Câmara gasta R$ 93 milhões com despesas médicas em 6 meses

Redação

Bacelar mantém pré-candidatura e diz que Salvador precisa de ‘gente experiente’

Raniel

DEIXE UM COMENTÁRIO