marcas
  • Home
  • Destaque
  • Genivaldo Lima deixa a Sedur, volta para Câmara, cria bancada da minoria e detona Neco Almeida: “eu estou aqui”
Destaque Simões Filho

Genivaldo Lima deixa a Sedur, volta para Câmara, cria bancada da minoria e detona Neco Almeida: “eu estou aqui”

Após seis meses atuando como titular da pasta da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur), Genivaldo Lima (DEM) reassumiu sua cadeira na Câmara de Vereadores de Simões Filho, na manhã desta terça-feira, 3, inclusive, em assento diferente do habitual. Considerado como polêmico, ele já chegou detonando o vereador Manoel Almeida de Jesus, popular, “Neco” (PSD), líder do Governo no Legislativo Municipal.

“Eu estou hoje maior do que sair. Eu volto a esta casa muito maior”, disse Genivaldo, que ainda completou: “em cada lugar que eu passo, eu aprendo alguma coisa, e hoje, me sinto bem maior”, enfatizou Lima, que dirigiu a palavra ao companheiro de partido, vereador Eri Costa (DEM).

“Quero dizer a meu companheiro Eri, que faz parte do Democratas e está como primeiro-secretário, que hoje, o partido tem dois representantes e eu já tinha solicitado ao vereador o seu ok. Então, estou assumindo a liderança do DEM nessa casa”, declarou.

Genivaldo também agradeceu ao vereador Sandro pelo convite para fazer parte da bancada de oposição. “Vereador Sandro, eu agradeço o seu convite. Não sei se partiu do ex-prefeito, mas se partiu, agradeça a ele”, disse o democrata, que ainda pontuou: “mas eu tenho um lado político e não sou do tipo que hoje estou em um governo e amanhã estou em outro por conveniência”, salientou.

Após o recado, Genivaldo revelou que está do lado do povo e do prefeito Dinha, no entanto, estabeleceu uma nova posição política ao reassumir o mandato no Legislativo Municipal protagonizando polêmicas diante dos pares. “Estou criando aqui a bancada da minoria”, disse ao rejeitar o convite, tanto da bancada de governo, quanto de oposição. “Então, vereador Sandro, o senhor representa a bancada da oposição, já o vereador Manoel Almeida representa a bancada da situação, e alguns vereadores que não estão sendo agraciados, então, desta forma, estou me mantendo na bancada da minoria”, decidiu Lima.

Depois da fala de Genivaldo, o vereador Neco pediu aparte para questionar o posicionamento do parlamentar. “Quero desejar boas-vindas ao nosso ex-presidente, vereador Genivaldo Lima. Eu só sinto pelo senhor não está aqui do meu lado porque aqui estava o companheiro Nel, mas ai, o senhor optou pelo convite do vereador Sandro, mas eu queria dizer aos senhores que a palavra dividir não é importante na vida pública. Eu acho que não existe nem minoria nem maioria nesta casa, o que existe são conjuntos de pessoas e partidos unidos no projeto do prefeito Dinha”, provocou Neco que, mais uma vez, foi desafiado por Genivaldo.

“Eu não sei onde Vossa Excelência, vereador Neco, ou não ouviu ou estava de conversas quando eu falei que não aceitei o convite do vereador Sandro, mas Vossa Excelência insiste em tocar no assunto. Vossa Excelência disse que eu aceitei o convite do vereador Sandro e estou do lado dele! Essa fala é para confundir, mas não vai confundir porque eu estou aqui, vereador Genivaldo Lima está de volta!”, declarou o edil do Democratas, que foi além ao reforçar que sua decisão é de caráter político-partidária.

“Outra coisa, vereador, eu não posso está na mesma bancada porque meu partido DEM é oposição ao PSD aqui e na Bahia, o meu Democratas é oposição. Vossa Excelência faz parte da bancada do nosso prefeito Dinha, mas, partidariamente, Vossa Excelência é oposição ao nosso partido. Então, por isso, eu não posso está ou não me sinto bem está sendo representado por um partido igual ao PSD, ou seja, por Neco Almeida”, completou Genivaldo

LEIA TAMBÉM

Wagner diz que Bolsonaro precisa deixar ‘de ser o bobo da corte’

Redação

Temer diz a ministros de Bolsonaro que Baleia não será um fator de desestabilização do governo

Raniel

Prefeitura de Santo Amaro atrasa pagamento a fornecedor e coleta é paralisada na cidade

Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO