marcas
  • Home
  • Destaque
  • Legislativo aprecia LOA 2020 em segunda e última votação na 26ª sessão ordinária nesta terça; confira a pauta
Destaque Simões Filho

Legislativo aprecia LOA 2020 em segunda e última votação na 26ª sessão ordinária nesta terça; confira a pauta

Legislativo aprecia LOA 2020 em segunda e última votação na 26ª sessão ordinária nesta terça; confira a pauta

 

O orçamento do município de Simões Filho será apreciado pelos vereadores em segunda e última votação durante a 26ª sessão ordinária desta terça-feira, 1º de outubro. O Projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA) prevê a receita e estima a despesa do município em R$ 408 milhões para o exercício financeiro de 2020.

A LOA estabelece uma previsão orçamentária de R$ 408.613.936,00 milhões e especifica onde e como os recursos serão aplicados. A peça orçamentária se refere aos poderes Executivo e Legislativo, todos os órgãos e entidades da Administração Pública Direta e Indireta, assim como os seus respectivos fundos.

O PL nº 015/2019, de iniciativa do Executivo, que dispõe sobre a LOA 2020 foi encaminhado ao Legislativo e entregue às Comissões Permanentes de Justiça e Finanças da Casa onde a matéria foi submetida à apreciação, discussão e adequações.

Antes de seguir para as Comissões Permanentes do Legislativo, a LOA foi debatida em audiência pública realizada pelo Executivo, através da Secretaria da Fazenda (Sefaz), na no plenário da Câmara.

Durante o debate, o secretário da Sefaz, Carlos Roberto de Carvalho e técnicos da pasta apresentaram a prestação de contas e o Relatório de Gestão Fiscal (RGF) no plenário onde o público presente também encaminhou as demandas de suas localidades que, após a apreciação pelos vereadores, são transformadas em emendas ao texto do Projeto de Lei.

O presidente da Comissão de Finanças, vereador Canjirana (PSL), disse que o esforço para alinhar as propostas no trabalho de parceria com os vereadores e com a equipe técnica do Executivo, através da Sefaz, que participaram das reuniões foi decisivo na elaboração da LOA 2020.

“A LOA é um suporte para que o prefeito possa fazer o planejamento das suas secretarias dentro do que está expresso no orçamento, no entanto, é um direcionamento. Mas uma coisa é certa: não se pode ultrapassar o valor estabelecido no orçamento. Caso haja a necessidade de um incremento para alguma secretaria, como saúde e educação, o Executivo precisa por lei pedir autorização ao Legislativo”, esclareceu o edil.

O PL n° 015/2019 que trata da LOA 2020 tramita em regime especial como pauta única em duas sessões ordinárias e teve sua primeira votação em 24 de setembro quando foi aprovado por unanimidade, e agora, será submetido a segunda e última votação na sessão desta terça.

A pauta completa da sessão pode ser conferida no site www.camarasimoesfilho.ba.gov.br (link Agenda Oficial).

A sessão começa às 9h e tem transmissão ao vivo pela página oficial da Câmara no Facebook (www.facebook.com/cmvsf) e também pela Rádio Simões Filho FM 87,9 (www.simoesfilhofm.com).

 

Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Simões Filho (Ascom CMSF)

Tel.: (71) 2108-7200/99326-1524 (WhatsApp)

E-mail: ascom@camarasimoesfilho.ba.gov.br

Facebook: https://www.facebook.com/cmvsf/

Instagram: @camarasimoesfilho

 

26ª Sessão Ordinária

LEIA TAMBÉM

SIMM tem 137 vagas de emprego para a próxima terça-feira

Redação

Uma decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, nesta segunda-feira (7), revogou a prisão preventiva de Isadora Alkimin Vieira, filha mais nova do cantor Belo. Ela estava presa no Instituto Penal Santo Expedito, em Bangu, Zona Oeste do Rio de Janeiro, após denúncias de fraudes bancárias de uma quadrilha. Além de Isadora, seis mulheres tiveram a prisão preventiva revogada e devem cumprir medidas cautelares, como informarem as autoridades sobre suas atividades uma vez por mês, não entrarem em contato com as supostas vítimas dos golpes e não saírem de casa à noite ou nos dias de folga. A estudante de Odontologia, de 21 anos, é suspeita de integrar um grupo acusado que faz parte de uma organização criminosa que induzia vítimas a repassarem seus dados bancários e, posteriormente, entregarem seus cartões a motoboys para serem utilizados pela quadrilha. Matérias relacionadas “Estou surpreso e arrasado”, declara Belo após filha ser presa por suposta participação em golpes Presa, filha de Belo afirma que desconhecia trabalhar para golpistas Mulher integrante de suposta quadrilha afirma que filha de Belo e outras garotas eram prostitutas

Redação

Governo anuncia campanha em apoio à reforma da Previdência

foconanews

DEIXE UM COMENTÁRIO