marcas
  • Home
  • Bahia
  • Os policiais e bombeiros militares definiram um último prazo para que o governo tente negociar com a categoria: 8 de outubro. A decisão foi tomada hoje (11), após assembleia realizada na Adelba. A categoria busca a regulamentação da lei periculosidade, aprovada há 18 anos, segundo a Associação dos Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra). A assessoria do deputado e representante da Aspra, Soldado Prisco, afirmou que será feita uma carreata ainda hoje para pressionar o governo a abrir um canal de negociação
Bahia

Os policiais e bombeiros militares definiram um último prazo para que o governo tente negociar com a categoria: 8 de outubro. A decisão foi tomada hoje (11), após assembleia realizada na Adelba. A categoria busca a regulamentação da lei periculosidade, aprovada há 18 anos, segundo a Associação dos Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra). A assessoria do deputado e representante da Aspra, Soldado Prisco, afirmou que será feita uma carreata ainda hoje para pressionar o governo a abrir um canal de negociação

Último prazo para que o governo tente negociar com a categoria será no dia 8 de outubro

Os policiais e bombeiros militares definiram um último prazo para que o governo tente negociar com a categoria: 8 de outubro. A decisão foi tomada hoje (11), após assembleia realizada na Adelba. A categoria busca a regulamentação da lei periculosidade, aprovada há 18 anos, segundo a Associação dos Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra).

A assessoria do deputado e representante da Aspra, Soldado Prisco, afirmou que será feita uma carreata ainda hoje para pressionar o governo a abrir um canal de negociação

LEIA TAMBÉM

Bolsa Família corta cerca de 200 mil benefícios em julho

Redação

Câmara acelera votação de projetos de vereadores para proibir canudos plásticos

Redação

Rui diz que Zé Neto tem condição ‘concreta’ de se eleger prefeito em 2020

Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO