marcas
  • Home
  • Uncategorized
  • Sesab emite alerta para surto de sarampo no estado; vacina está disponível
Uncategorized

Sesab emite alerta para surto de sarampo no estado; vacina está disponível

A Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) divulgou nesta segunda-feira (29) um alerta para o surto de sarampo no estado após confirmar três casos importados de sarampo.

Segundo a Diretoria de Vigilância Epidemiológica da pasta, a primeiro ocorrência foi de pessoa residente em São Paulo que chegou a Porto Seguro no mês de junho. Os outros dois casos foram de uma pessoa que saiu de São Paulo para Salvador e de uma menor de 12 anos que que viajou da capital baiana para a Espanha.

“Todos os municípios devem se manter em alerta para a identificação precoce de casos suspeitos, que se enquadrem na seguinte definição: pessoa com febre e exantema, acompanhada de tosse e/ou coriza e/ou conjuntivite, independente da idade e situação vacinal anterior”, afirma Akemi Chastinet, coordenadora do Programa de Imunização da Sesab.

Para os profissionais de saúde, a recomendação é que seja feita a imediata notificação de todo caso suspeito de sarampo, independente da idade e da situação vacinal anterior; o bloqueio imediato após exposição, contemplando os contatos diretos e indiretos suscetíveis na faixa etária de 6 a 49 anos. “Contatos acima de 50 anos que não comprovarem nenhuma dose da vacina com o componente do sarampo devem receber uma dose da vacina tríplice viral”, completa Akemi.

Outra recomendação que está sendo feita para os profissionais de saúde é a intensificação vacinal com tríplice viral visando a melhoria da cobertura, de forma seletiva, conforme o calendário de vacinação, além da notificação imediata dos casos suspeitos, da busca ativa de casos suspeitos, e a capacitação das equipes municipais.

Dia D

A Prefeitura de Salvador realizará o Dia D de vacinação contra o sarampo em 10 de agosto, um sábado, das 8h às 17h, nos postos de saúde da capital.

A população com idade entre 12 meses e 49 anos deve comparecer aos locais de imunização com o cartão de vacina para atualização. Pessoas com esquema vacinal completo não precisam ser revacinadas.

Conforme a gestão municipal, a população, porém, não precisa esperar até o Dia D para garantir a proteção contra o sarampo. As doses das vacinas estão disponíveis nos postos de saúde. Aqueles que já foram infectados com o vírus do sarampo não precisam tomar a vacina, porque a imunidade decorrente da invasão persiste para o resto da vida.

Crianças são as mais afetadas

O sarampo é uma doença viral aguda, considerada uma das mais contagiosas, com potencial para ser extremamente grave, afetando principalmente crianças menores de 5 anos, especialmente as mal nutridas e bebês não vacinados, mas que pode acometer também pessoas em qualquer idade não vacinadas.

Os principais sintomas do sarampo são tosse, em geral seca e irritativa; febre alta; coriza, sensibilidade à luz; manchas vermelhas na pele e dores no corpo. Entre as complicações que podem advir da doença estão: infecções respiratórias, inflamação nos ouvidos, encefalite com dano cerebral, surdez e lesões severas de pele. Em gestantes, o sarampo pode provocar aborto ou parto prematuro.

LEIA TAMBÉM

Prefeitura de Simões Filho apresenta Relatório de Gestão Fiscal em Audiência Pública

Redação

Projeto de Orlando de Amadeu cria campanha de combate ao abandono de animais

Redação

Vereadores acompanham prestação de contas e apresentação de relatório de gestão fiscal do 2º Quadrimestre de 2019 em audiência pública no plenário da Câmara

Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO