marcas
  • Home
  • Destaque
  • “Eduardo Alencar não tem coragem de enfrentar o prefeito não! Dinha é desassombrado”, desafia Orlando de Amadeu
Destaque Simões Filho

“Eduardo Alencar não tem coragem de enfrentar o prefeito não! Dinha é desassombrado”, desafia Orlando de Amadeu

O vereador e presidente da Câmara Municipal de Simões Filho, Orlando de Amadeu (PSDB), sempre quando abordado pela imprensa, não tem deixado de fazer provocações ao ex-prefeito da cidade e voltou a fazer polêmica envolvendo o ex-gestor e atualmente deputado estadual Eduardo Alencar (PSD) e seu grupo político durante entrevista concedida na tarde desta sexta-feira (20), ao programa ‘Panorama de Notícias’, na Rádio Simões Filho FM 87,9.

Como é de costume, Orlando teceu duras críticas ao ex-gestor e relembrou o passado. “Eduardo Alencar não tem coragem de enfrentar o prefeito Dinha. O prefeito Dinha é desassombrado e se ele [Eduardo Alencar] fosse o candidato, ele falava: eu sou pré-candidato em 2020, mas ele quer enganar os pré-candidatos que estão do lado dele, mandando todo mundo se candidatar: ‘se candidate Cesar, Jomar, Deny, Francisco, Alfredo, Fulano, Beltrano’ para ele fazer o que fez em 2016, tirou todo mundo e colocou quem ele quis”, recordou.

De forma antecipada, o edil desafiou a oposição em relação à disputa eleitoral no próximo ano. “Por isso, estamos felizes porque o prefeito Dinha está definido em 2020 e é pré-candidato à reeleição, enquanto os outros grupos não sabem nem quem vai ser o pré-candidato. Todo dia bota candidato e tira candidato”, declarou.

Sempre contundente em suas posições, o edil revelou que a oposição está tentando fazer de tudo para descaracterizar o que o prefeito Dinha está fazendo na cidade, mas o povo está enxergando quem trabalha e não trabalha, quem promete e quem engana. “O prefeito Dinha tem sido diferente e é por isso que estamos ao lado dele”, afirmou o aliado, que ainda destacou os feitos da atual gestão municipal em comparação às gestões passadas.

“Eles ficaram 30 anos e não fizeram obras no Tanque do Coronel, no Cia 2, e nada fizeram nessas comunidades, mas em 2 anos e 8 meses, Dinha transformou aquele lugar, que hoje, é um point da cidade de Simões Filho”, pontuou.

Na oportunidade, o vereador disse que “a gestão passada governava Simões Filho dos restaurantes e hotéis da capital baiana e foi além ao dizer que o grupo do ex-prefeito está perdido sem saber quem vai enfrentar Dinha nas eleições de 2020”.

“Eduardo tem diversas mansões e patrimônio e não paga IPTU na nossa cidade porque não tem nada em Simões Filho. Ele governava nossa cidade dos restaurantes e dos hotéis de fora da cidade. Era assim que ele governava Simões Filho”, revelou.

No que se refere à saúde no município, Orlando disse ainda que na gestão do ex-prefeito, “o Hospital Municipal de Simões Filho (HMSF) tinha 4 gerentes, um da Prefeitura, outro da APMI, entre outros”.

“Cada um mandava em um pedaço. A saúde de Simões Filho, antes, era loteada. Um mandava no hospital, outro na secretaria de saúde, outro no anexo, outro mandava na UPA e outro nos postos de saúde e era assim que era administrado. A cidade hoje tem o comando do prefeito Dinha e quem comanda a saúde é Poliana”, revelou Orlando, que desmascarou a tentativa na fasta por parte dos vereadores de oposição de manchar a imagem da atual gestão da saúde no município referente ao HMSF.

“A oposição tentou na segunda-feira (16), com um documento falso que não deveria está nas mãos deles, um documento mentiroso, dizer que o hospital não tinha remédio. Esqueça isso, o hospital tem remédio. O povo que é atendido sabe que lá tem médico e remédio”, constatou.

Para suavizar o momento de tensão política, Orlando demonstrou “sentimento” ao revelar que não tem mágoa do ex-prefeito, mas que o povo estaria zangado a ponto de chorar “lágrimas de sangue”. “Eu não tenho mágoa dele, não, eu tenho mágoa dele, porque ele prejudicou o povo da nossa cidade. Quem tem mágoa dele não sou eu, é a cidade porque nós estamos pagando com lágrima de sangue a dívida que ele deixou para Simões Filho pagar”, declarou.

LEIA TAMBÉM

Programa Criança Feliz se adapta à crise sanitária da Covid-19

Raniel

Muniz: ‘Se não conseguir o comando do PP, posso até mudar de partido’

Redação

No Bairro da Paz, prefeitura investe R$ 1,2 milhão para modernizar iluminação

Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO