marcas
  • Home
  • Destaque
  • Pedido do Bahia em ação sobre plotagens na Arena Fonte Nova é negado pela Justiça
Destaque EC Bahia

Pedido do Bahia em ação sobre plotagens na Arena Fonte Nova é negado pela Justiça

O pedido feito pelo Bahia contra a decisão que determinou a retirada de todas as plotagens, placas, bandeiras e símbolos do tricolor na Arena Fonte Nova e nos arredores do estádio foi negado pela justiça. O caso foi julgado pela desembargadora Sandra Inês Moraes Rusciolelli Azevedo, da Terceira Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Bahia.

O clube apontou que a liminar foi conferida de forma “superficial”, sem levar em conta a anuência do poder público para a utilização da Fonte Nova.

Em decisão a desembargadora não concedeu pedido do Bahia e cobrou um novo prazo para as contrarrazões. Ainda não há prazo para julgamento do mérito do agravo, instrumento utilizado pelo tricolor para questionar a liminar.

A ação popular foi proposta pelo ex-conselheiro do Vitória Juarez Wanderley, em dezembro do ano passado, quando o tricolor inaugurou uma loja na área externa da Fonte Nova. O juiz Glauco Dainese de Campos, da 7ª Vara da Fazenda Pública de Salvador, deferiu a liminar e determinou a retirada das peças publicitárias alusivas ao Bahia na fonte nova.

O magistrado obrigou o estádio a remover pinturas, plotagens e placas do estádio, no prazo de 15 dias, sob multa diária de $20 mil. No entanto, a medida mantém a loja do tricolor na Arena Fonte Nova.

As informações são do Metro1

LEIA TAMBÉM

Câmara aprecia LOA 2020 em primeira votação na 25ª sessão ordinária nesta terça

Redação

Deputado liga para Prisco e faz alerta

Redação

Renatinho Braz, superintendente de Parques e Jardins da SESP foi entrevistado no programa Giro na Cidade.

Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO