marcas
  • Home
  • Destaque
  • Secretaria de Saúde capacita profissionais para atuação no Ambulatório de Violência Sexual
Destaque Lauro de Freitas

Secretaria de Saúde capacita profissionais para atuação no Ambulatório de Violência Sexual

Secretaria de Sa�de capacita profissionais para atua��o no Ambulat�rio de Viol�ncia Sexual

Profissionais da Secretaria Municipal de Saúde (Sesa) integrantes da rede básica e especializada, representantes de conselhos municipais, órgãos de segurança e de equipamentos públicos participaram, nesta quinta-feira (29), da Qualificação da Atenção às Mulheres e Adolescentes em Situação de Violência Sexual. Durante todo o dia, as palestras realizadas na Unime, abordaram assuntos que estruturarão a rede de apoio e proteção desta demanda para a implementação do Ambulatório de Violência Sexual (AVS). A programação segue nesta sexta-feira, a partir das 8h30.
De acordo com o secretário da Sesa, Vidigal Cafezeiro, o AVS funcionará no Complexo de Saúde da Itinga, em Lauro de Freitas, e contará com uma equipe multidisciplinar composta por médicos, psicólogos e enfermeiros para atender exclusivamente estes pacientes.
“Com essa capacitação nós estamos dando um passo importantíssimo para a construção desse serviço. A violência contra a mulher é um tema que durante muito tempo foi tratado como pertencente apenas às esferas do direito e da segurança pública. Devido as consequências da violência sobre a saúde, mulheres nessa situação são frequentadoras assíduas dos serviços médicos, muitas vezes, o único lugar em que procuram ajuda”, destacou Cafezeiro.
A coordenadora da Rede Ambulatorial da Sesa, Marvione Correia, explica que o objetivo da ação inicialmente é estruturar a rede de atenção dessa demanda. “A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) é o serviço de referência para atenção integral deste público. A UPA estará apta ao acolhimento, escuta qualificada, atendimento clinico, dispensação de medicamentos, exames e notificação compulsória. Após isso, a assistida será acompanhada no Complexo de Saúde pela equipe por um período no mínimo de 12 meses. A vítima poderá então ser referenciada para os outros equipamentos da rede de assistência”, explicou.
Durante a Capacitação, temas como aspectos jurídicos da violência sexual contra mulheres, crianças e adolescentes e orientações gerais para a organização da Rede de Serviços foram abordados por uma equipe técnica da Secretária de Saúde do Estado (Sesab) e Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS)

LEIA TAMBÉM

Prefeitura de Simões Filho inicia obras de drenagem pluvial e pavimentação asfáltica na Quadra 6 no bairro CIA 1

Redação

Publicada lista das atividades com direito a prorrogar IPTU de agosto

Raniel

Sem máscara em avião, Deputado do PSL que rasgou placa de Marielle Franco promete processar a Gol por chamar a PF

Raniel

DEIXE UM COMENTÁRIO