marcas
  • Home
  • Destaque
  • Trecho da Avenida Oceânica é bloqueado para reparos emergenciais no asfalto
Destaque Salvador

Trecho da Avenida Oceânica é bloqueado para reparos emergenciais no asfalto

Pavimentação cedeu durante a tarde desta sexta-feira (27); previsão é que via seja liberada até o final da manhã de sábado (28)

 

Foto: Divulgação/Transalvador

 

Um trecho da Avenida Oceânica, entre a Rua da Paciência e a Avenida Adhemar de Barros, será bloqueado de forma emergencial na noite desta sexta-feira (27), para recompor parte da via onde o asfalto cedeu durante a tarde.

Até o problema ser resolvido, apenas veículos pequenos estão trafegando pelo local, enquanto veículos maiores, como ônibus, estão sendo desviados para a Rua Eurycles de Mattos.

A partir das 20h, o trecho entre a rua da Paciência e o restaurante Sukyaki será interditado para o tráfego de veículos. Agentes da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) estão no local a fim de orientar os condutores que trafegam pela região.

O bloqueio da via é uma ação preventiva da Transalvador, visando eliminar possibilidades de acidentes, além de auxiliar no trabalho das equipes de manutenção. A previsão inicial é que a via seja novamente liberada para o tráfego até o final da manhã de sábado (28).

Com o bloqueio, os veículos que trafegam pelo local em direção a Ondina terão como opção de tráfego para chegar ao bairro de Ondina a rua Eurycles de Mattos, avenida Anita Garibaldi e avenida Adhemar de Barros.

O tráfego no sentido Ondina/Rio Vermelho já estava bloqueado devido às obras de requalificação que vêm sendo realizadas no local.

LEIA TAMBÉM

Deputado Samuel Júnior move ação judicial contra Netflix no Brasil

Raniel

Uma decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, nesta segunda-feira (7), revogou a prisão preventiva de Isadora Alkimin Vieira, filha mais nova do cantor Belo. Ela estava presa no Instituto Penal Santo Expedito, em Bangu, Zona Oeste do Rio de Janeiro, após denúncias de fraudes bancárias de uma quadrilha. Além de Isadora, seis mulheres tiveram a prisão preventiva revogada e devem cumprir medidas cautelares, como informarem as autoridades sobre suas atividades uma vez por mês, não entrarem em contato com as supostas vítimas dos golpes e não saírem de casa à noite ou nos dias de folga. A estudante de Odontologia, de 21 anos, é suspeita de integrar um grupo acusado que faz parte de uma organização criminosa que induzia vítimas a repassarem seus dados bancários e, posteriormente, entregarem seus cartões a motoboys para serem utilizados pela quadrilha. Matérias relacionadas “Estou surpreso e arrasado”, declara Belo após filha ser presa por suposta participação em golpes Presa, filha de Belo afirma que desconhecia trabalhar para golpistas Mulher integrante de suposta quadrilha afirma que filha de Belo e outras garotas eram prostitutas

Redação

“21 de Abril, dia do grande lutador e líder Joaquim José da Silva Xavier

Raniel

DEIXE UM COMENTÁRIO