marcas
  • Home
  • Destaque
  • Vacinas da Covid-19 correm risco de serem perdidas após vandalismo em posto de Itaparica
Destaque

Vacinas da Covid-19 correm risco de serem perdidas após vandalismo em posto de Itaparica

O disjuntor de uma Unidade de Saúde da Família (USF) de Itaparica, na região metropolitana de Salvador, foi desligado na noite de domingo (07/02á), e quatro doses de vacinas contra a Covid-19 que estavam no local correm risco de serem perdidas.

Além das vacinas contra o coronavírus, outros imunizantes estavam armazenados no refrigerador da unidade e também podem ser perdidos por causa do desligamento da rede elétrica do local. Segundo recomendação das autoridades de saúde, as doses contra a Covid-19 que estavam na unidade deveriam ser mantidas em temperaturas abaixo de 8° C.

De acordo com a secretária da Saúde do município, Carla Valença, os profissionais perceberam a falta de refrigeração quando chegaram para o expediente de segunda-feira (08/02) e notaram que a USF estava sem energia elétrica.

“Infelizmente na segunda-feira, ao chegar no posto, a equipe percebeu que não havia energia. Ao procurar a Coelba e ver o que tinha acontecido, foi constatado que o disjuntor havia sido desligado propositalmente”, disse.

A secretária afirmou que na sexta-feira (5), dois dias antes do equipamento ter sido desligado, o órgão entrou em contato com a companhia de eletricidade para reforçar a atenção na rede da USF, por causa das doses da vacina contra a Covid-19. O disjuntor fica em uma área externa da unidade e foi desligado em um ato que ela classificou como “vandalismo”.

“Em tempos de pandemia, em uma situação que a gente vem passando, com tanta luta para conseguir doses, vêm pessoas com um coração tão ruim e motivos que desconheço para fazer um ato de vandalismo como esse”, falou.

“Graças a Deus foram somente quatro doses. Mas quatro doses que significam muito porque são quatro vidas, quatro famílias. A gente poderia estar salvando vidas. E, ao invés disso, a gente está passando por isso agora, por motivo fútil”, afirmou.

Ainda segundo Carla Valença, será analisada a possibilidade de trocar o local do disjuntor.

A Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) informou que foi notificada sobre as quatro doses que ultrapassaram a temperatura máxima estabelecida pelo fabricante, e que o Ministério da Saúde e o Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde serão informados da situação e irão avaliar se o imunizante ainda pode ser utilizado.

A Sesab disse ainda que o município de Itaparica irá receber vacinas que ficam em uma reserva técnica, que serão repostas de forma imediata.

Com informações do G1

LEIA TAMBÉM

Em Simões Filho, Dinha lidera pesquisa espontânea para prefeitura em 2020

Redação

Angélica sai da geladeira e ganha novo programa da Globo

Redação

Presidente do Vitória é flagrado em blitz da Lei Seca e tem carro apreendido

foconanews

DEIXE UM COMENTÁRIO